Sexta, 22 de Setembro de 2017 às 10:22
Descolado e clássico. Você também gosta de xadrez?
Como moda e decoração andam juntas, uma decoração xadrez dá um toque sofisticado ao ambiente
Por: Heloise Santi - geral@folhadonoroeste.com.br
O Xadrez é realmente um clássico que não sai da moda - Divulgação

A clássica estampa xadrez que faz sucesso nas roupas e acessórios, invadiu a decoração de interiores. Ela é bastante versátil, por isso é fácil de ser combinada. Brincar com as cores, tamanhos e padronagens de xadrez deixa o ambiente descontraído.

O Lar Doce Lar, não poderia deixar de falar desse classico chamado xadrez. Buscando entender como podemos empregar o uso dele sem carregar o ambiente, deixando o espaço descontraído, leve e elegante.

O xadrez nunca sai de moda. Como a moda e a decoração sempre andam lado a lado, muitos designers encontraram diversas formas de utilizar a padronagem em tecidos decorativos, móveis, utensílios, entre outros.

A estampa é um icone dos pincnics, das areas mais rurais, dos sitios, e de ambientes integrados com a natureza. A sua personalidade é marcante mas, uma decoração xadrez dá um toque sofisticado ao ambiente. Então, se você está pensando em dar um “up” em sua casa, vale apostar nessa tendência!

Para entender os tipos de xadrez:

Tartã: A palavra significa “tecido de lã leve”. Originário da Escócia, no século XVII, o tartã mais conhecido geralmente é na cor vermelha e está mais associado com o inverno. Aparece na decoração de mantas e cobertas. Em tecidos leves, pode revestir sofás, poltronas e ser usado como cortina, almofadas, etc.

Burberry: Criada pela grife Burberry, a estampa existe desde 1920. Atualmente pode ser encontrada em bolsas, blusas, vestidos, saias e está presente também na decoração xadrez.

Vichy: Feito em pequenos quadrados, nos lembra toalhas de piquenique. Muito famosa nos anos 50, esta estampa está relacionada ao visual retrô. Na decoração, tornou-se um clássico dos estilos country.

Príncipe de Gales: Originária no século XIX, na Escócia, a estampa foi popularizada por Edward VIII, o Príncipe de Gales. Pode ilustrar a decoração xadrez em casas clássicas, podendo aparecer em estofados, almofadas e roupas de cama.

Argyle: A estampa em losangos é comum em suéteres, coletes e meias. Confeccionada inicialmente em tons mais sóbrios como marrom, preto e bege. Na decoração xadrez está muito presente em almofadas, mas pode estampar colchas e mantas também.

Pied de Poule: Em francês significa “pé de galinha”, figuras que inspiram a padronagem. Geralmente feita em preto e branco, sua popularização se deve a Coco Chanel. É comum ver a estampa em poltronas, paredes, abajures, almofadas, roupas de cama, móveis, entre outros.

Madras: Os indianos, inspirados nos trabalhos artesanais de patchwork criaram essa estampa, geralmente associadas a tecidos leves. Na decoração xadrez, a padronagem ilustra roupas de cama, cortinas, almofadas, louças e luminárias.

Buffalo Check: É uma variação da estampa Vichy, em preto e vermelho com quadrados maiores. Muito comum em roupas de flanela. Nas casas, é muito popular em cobertores e mantas. Pode ser usado também em cortinas, estofados, louças, entre outros.

Mais informações na edição impressa do dia 1º de setembro

Imagens
Comentários
Notícias Relacionadas
  • 11/08/2016 - 20:06
    Mais um título para Palmeira das Missões
  • 19/06/2016 - 13:00
    Título em família no campeonato de Xadrez
  • 18/06/2016 - 18:00
    Campeonato de xadrez: categoria infantil já tem seus vencedores
Últimas Notícias
  • 16/10/2017 - 18:03
    Deputado Heinze oficializa pré-candidatura ao governo do Estado p...
  • 16/10/2017 - 16:53
    Brigada Militar prende homem por tráfico de drogas em Seberi
  • 16/10/2017 - 16:20
    Em busca de conhecimento