Sexta, 21 de Julho de 2017 às 16:15
VAI ABRIR UMA CLÍNICA?
Saiba como a arquitetura pode lhe ajudar
Por: Heloise Santi geral@folhadonoroeste.com.br
Como pensar o espaço de um consultório ou clínica de saúde

Indiferente da sua especialização clinica todos os profissionais da saúde buscam informações para montar deu consultório. No caderno Lar Doce Lar, desta semana vamos abordar os aspectos primordias e apontar algumas dicas importantes que auxiliam a tornar o sonho realidade.

Todos os detalhes são importantes em um consultório médico, afinal, a relação que se estabelece na área da Saúde deve ser transparente e de confiança. O nosso aqui interesse é como a ambientação de uma clínica ou consultório médico deve ser articulada para transmitir credibilidade e garantir o máximo de conforto a seus clientes.

Há um tempo, a aplicação de cores claras nas paredes e a disponibilização de poltronas aconchegantes e de mesas e cadeiras comuns eram tidas como suficientes. No entanto, os tempos mudaram e a consciência de um ambiente médico melhor preparado e diferenciado foi se destacando cada vez mais.

Percebeu-se que o momento de contato com a clínica ou consultório era uma excelente oportunidade de Marketing. Assim, o design, o layout do espaço, as cores, a ergonomia e toda a comunicação interna e externa passaram a ser pensadas estrategicamente em favorecimento da imagem da marca e da mensagem a ser transmitida.

Hoje as possibilidades de ambientação são exploradas de diversas formas, mas o equilíbrio ainda continua sendo a melhor pedida. A utilização de cores claras também segue forte, afinal um ambiente médico deve transmitir tranquilidade. Porém, a adoção de uma tonalidade mais forte em uma das paredes já é bem aceita. A aplicação de materiais diferentes ou texturas é outro artifício que ajuda a dinamizar o espaço e a expressar de forma sutil o estilo da empresa.

O PÚBLICO-ALVO
Para que o seu consultório seja bem-sucedido, você não pode confiar apenas nas suas habilidades profissionais e na gentileza da recepcionista. É preciso enxergar a sua clínica médica também como um negócio. E como tal, você deve pensar qual é o público-alvo.
Quem serão meus pacientes? Quais especialidades atenderão no consultório? Qual o meu principal objetivo? Quanto que meus pacientes vão pagar pela consulta ou exames? Faça essas perguntas a você mesmo e você verá porque é tão importante definir o público de um consultório médico.

LOCALIZAÇÃO
O local a ser escolhido deve ser próximo à casa das pessoas que fazem parte do seu público-alvo, facilitando assim o acesso até seu consultório. Aliado a isto, deve se pensar a questão do acesso facilitado até sua localização e se a área de entorno possui condições e áreas específicas para estacionamento dos seus pacientes. Se possível, invista em um local com espaço suficiente para ofertar suas próprias vagas destinadas a carros.

ESTRUTURA FÍSICA, DECORAÇÃO E EQUIPAMENTOS
Um ambiente agradável, que usa e abusa de cores claras sem deixar elementos de cores mais marcantes de lado, faz toda a diferença na experiência do paciente. O importante mesmo é se atentar para o que uma boa decoração pode fazer pelo consultório médico.
A utilização de elementos como plantas, fotografias, quadros e outras obras de arte contribuem para tornar o clima mais vívido, descontraído e aconchegante. Objetos interessantes, como aquários, e aparelhos, como TV, também podem ser disponibilizados, no intuito de acalmar e distrair os clientes que aguardam para ser atendidos. Se o prédio contar com uma boa vista, ela também pode ser aproveitada para compor o cenário.

Já a exibição de diplomas e certificados deve ser feita com cuidado para não parecer ostensiva e nem gerar desarmonia. Um padrão deve ser seguido, visando uma apresentação oportuna e contextualizada.

A aquisição de equipamentos também é um passo importante, afinal todo médico gostaria que sua clínica contasse com máquinas modernas e de primeiríssima linha.

Mas como não dá para fazer dinheiro sem pelo menos investir em itens clínicos indispensáveis para o dia a dia do médico, o que realmente importa aqui é saber economizar na hora de ir às compras.

Um belo exemplo de espaço

RECEPÇÃO: Calorosa, acolhedora e que o paciente se sentisse na casa de um amigo querido. Empregou-se a madeira como elemento predominante no local, para transportar o calor, o afeto, o acolhimento. Com diferentes pontos de destaque, o painel de vegetação artificial, a parede/painel em madeira ripada, se destaca o volume em pedra translúcida com iluminação.

SALA DE ESPERA OFTALMOLOGIA: Ao esperar para as dilataçoes das pupilas e teste de lentes, que geralmente leva-se algum tempo. Optou-se por ser um espaço de arte, aonde o foco principal fosse os quadros que dão vida ao ambiente.

SALA DO OFTALMOLOGISTA: É fundamental entender a sequencia de exames a serem feitas, para que o medico e o paciente não fiquem circulando no espaço. Funcionalidade e imponência foram o que norteou esse espaço. Emprego de madeira, couro com poucos elementos decorativos, dão vida ao ambiente, elegante e leve ao mesmo tempo.

SALA DA CARDIOLOGISTA: Magestosa, ousada e tranquila era o que precisava ser. A mesa foi feita em marmore e madeira. O ponto de maior detsaque ficou com a aplicação do papel de parede, que é feito de resíduos de pedras preciosas, MICA. O painel em corte a laser com um vidro jateado, remete a sensação de um espaço claro e iluminado naturalmente fazendo às vezes da janela.
 

Imagens
Comentários
Notícias Relacionadas
  • 16/05/2017 - 10:30
    Um lugar que cuida do que os olhos veem e o coração sente
  • 17/03/2017 - 10:44
    Outono é a estação indicada para prevenir a H1N1
  • 03/03/2017 - 19:40
    Dentes tortos ou desalinhados?
Últimas Notícias
  • 16/10/2017 - 18:03
    Deputado Heinze oficializa pré-candidatura ao governo do Estado p...
  • 16/10/2017 - 16:53
    Brigada Militar prende homem por tráfico de drogas em Seberi
  • 16/10/2017 - 16:20
    Em busca de conhecimento