Sexta, 16 de Junho de 2017 às 17:30
A iluminação na composição dos ambientes
Um bom projeto luminotécnico pode valorizar ainda mais seus espaços
Por: Heloise Santi geral@folhadonoroeste.com.br
Iluminação precisa levar em conta a luz natural do ambiente - Heloise Santi

Um bom projeto de interiores está aliado à excelência da iluminação. Além de definir o tamanho dos ambientes, layout ideal, mobiliário e decoração, é de fundamental importância a escolha correta da iluminação para determinado tipo de ambiente. E foi pensando assim que as arquitetas Jamile De Bastiani e Vanessa Scopel juntaram a escolha de materiais, texturas e iluminação no momento do projeto de gesso e iluminação de um duplex para clientes muito especiais.

Antes de qualquer escolha, é necessário uma total percepção do tipo de espaço, quem irá utilizá-lo e em que momento do dia, pois a iluminação correta torna o ambiente mais confortável e produtivo ou inadequado e exaustivo. Outro ponto importante no projeto de iluminação é o total aproveitamento da luz natural.

A iluminação pode ter função decorativa ou funcional, é importante unir esses dois aspectos no momento de reformar ou construir. Neste caso, o uso de iluminação como decoração pode surgir em todos os ambientes, como neste caso com o uso de spots ou luminárias pendentes.

Espaço Gourmet
Um local importante da casa, o espaço gourmet deve ter uma iluminação focada na função de preparar alimentos. Para isso, a decoração precisa se concentrar na utilização de lâmpadas que tenham fidelidade máxima na reprodução da cor. Além da iluminação geral, podem ser utilizadas pendentes.

Luz nos banheiros
Foi-se o tempo em que o banheiro não recebia atenção nenhuma na casa. Com a ascensão de porcelanatos com as mais diversas estampas e lâmpadas Led, o banheiro passou, em muitas casas, de coadjuvante a ator principal. O lavatório pede uma iluminação localizada, realizada por spots ou pendentes.

Focos de luz na sala
Neste ambiente, a iluminação pode ser de três tipos: geral, indireta e pontual. A luz geral é feita por meio de lustres, apliques, luminárias, painéis, trilhos ou focos de luz.

A iluminação indireta permite criar um ambiente mais sutil e discreto com sancas que espalham a luz para o teto e as paredes. Por fim, a luz pontual ou decorativa é feita com abajures ou focos de luzes com o intuito de criar espaços mais tranquilos e aconchegantes.

Neste ambiente, assim como nos dormitórios, é recomendável o uso de lâmpadas amarelas que trazem uma sensação de conforto e o uso de “dimmers”* para controlar a intensidade.

Aconchego e conforto para o quarto
Esse é um ambiente que precisa transmitir repouso, aconchego e conforto, portanto o indicado é usar luz indireta, uniforme e quente para realçar o espaço em volta da cama ou da área de vestir. Utilize abajures ou arandelas nos criados-mudos ao lado da cama para uma leitura noturna, além disso, os pendentes de cristal ou mais coloridos também estão liberados.

Uma forma bem interessante de proporcionar ao quarto ou aos outros ambientes da casa é a utilização de painéis de LED. 

Essencial também, além das escolhas das luminárias e lâmpadas, é aliar esses modelos e seus posicionamentos a um projeto de forro que valorize a iluminação, destacando móveis e revestimentos, e porções importantes do espaço. 

Se você está construindo ou reformando, preste muita atenção no momento de escolher as luminárias e lâmpadas, por isso leve sempre em consideração a possibilidade da contratação de um arquiteto que possa auxiliar neste momento, unindo conhecimento técnico e estética.

Mais informações na edição impressa do dia 16 de junho.

Imagens
Comentários
Notícias Relacionadas
  • 20/11/2017 - 11:50
    Conselho de arquitetura estará em FW e Palmeira
  • 13/10/2017 - 16:14
    Vamos mudar o banheiro?
  • 12/09/2017 - 16:50
    Abertura oficial do 4º Taller Vertical Internacional da URI
Últimas Notícias
  • 15/12/2017 - 23:10
    Fréu Petiscaria inaugura em FW
  • 15/12/2017 - 19:42
    Prefeitos se reúnem para última reunião ordinária da Amzop no ...
  • 15/12/2017 - 18:55
    Cidade monitorada é a nova aposta para aumentar segurança