PÁGINA TRADICIONALISTA – 29 DE SETEMBRO DE 2017
Sexta, 29 de Setembro de 2017

3º ENCONTRO REGIONAL DE INVERNADAS – Acontecerá no domingo, dia 1º de outubro, no CTG Fronteira do Rio Grande, de Vicente Dutra, o terceiro Encontro Regional de Invernadas Artísticas, trazendo a inovação de um grande desafio aos elencos. Foi proposto, no início do ano, que as invernadas das categorias Juvenil e Mirim resgatassem as danças Birivas, que são antigas danças e que possuem características próprias.

CTG GAUDÉRIOS DO RODEIO – Fundado no ano de 1986, o CTG Gaudérios do Rodeio, na cidade de Rodeio Bonito, tem como atual patrão o senhor José Pedro Sehnem. Motivados pela conquista do título de 2ª Prenda Mirim do Estado pela prenda do CTG, Gabriela Cavasin, 18 concorrentes, todos muito bem preparados, no dia 19 de agosto os cargos para a próxima gestão interna da entidade. A divulgação dos resultados e a entrega de faixas e crachás aconteceu dia 20 de setembro, com a posse da nova Gestão 2017/2018, que terá o compromisso de seguir os passos da sua Prenda Mirim Estadual, Gabriela Cavasin.

XXVII TCHÊNCONTRO – Embora estejam limitados em 30 participantes na apresentação artística e cultural do Tchêncontro da Juventude Gaúcha, que acontecerá em Giruá dia 7 de outubro, não haverá limite para o número de inscritos por Região Tradicionalista. As inscrições deverão ser realizadas através do site, na página do MTG, no período de 15 a 30 de setembro de 2017. Não haverá inscrições no local do evento e os certificados serão entregues posteriormente. Mais informações podem ser obtidas junto ao Departamento Jovem – e-mail: kelvynkrug@gmail.com.

INDUMENTÁRIA GAÚCHA – Toda vez que vamos em fandangos ou mesmo em outros eventos dentro dos CTGs, nos deparamos com algumas situações que não condizem com o tradicionalismo gaúcho e com as diretrizes que foram tão bem descritas por Paixão Cortes e que constam como regras seguidas pelo Movimento Tradicionalista Gaúcho. Uma das situações mais constrangedoras para uma patronagem que está promovendo um fandango é se deparar com pessoas que adquiriram ingresso e entram no CTG usando saias curtas e blusas decotadas, roupas transparentes, chamativas demais pelo seu poder apelativo em comparação ao vestido de prendas, que é todo coberto e recatado. Da mesma forma, chama a atenção o fato de peões que adentram os CTGs usando chapéu, e o pior de tudo, dançam na pista de chapéu. Esclarecemos que chapéu somente se usa dentro de um CTG quando este faz parte da indumentária de uma invernada artística, para uma apresentação. Fora isso, o chapéu é um item da lida campeira somente usado ao ar livre, nas lides com o cavalo.

Comentários