Feliz Dia dos Pais!
Sexta, 11 de Agosto de 2017

Nesta coluna vou prestar uma homenagem a todos os pais pela passagem do seu dia no próximo domingo e quero aqui, de um modo especial, homenagear a todos os pais que exercem sua vocação com dom, sabedoria e amor, para fazer com que seus filhos possam trilhar o caminho da sabedoria, do sucesso e da realização pessoal e profissional. De uma maneira toda especial, quero homenagear o meu pai, seu Valdiro Faccin, que nunca mede esforços para ajudar e buscar o melhor pelos seus filhos. Que possamos ter mais pais com o meu pai Valdiro neste mundo, que com certeza teremos um mundo melhor, mais humano, mais justo, mais honesto e mais família, onde o amor sempre fala mais alto e consegue resolver todos os problemas. Que neste dia dedicado aos pais, nós, filhos, possamos curtir mais essas pessoas cheias de amor e paz. E como forma de homenagear ao meu e a todos os pais, trago aqui a letra da música de Rick e Renner chamada “Te amo, Pai”.

“Te Amo, Pai”

Pai, senta aqui comigo que eu quero olhar; nesse rosto que o tempo fez mudar
Pai, sempre será o meu maior tesouro; pai, lembro que você disse um dia:
Filho, o mundo lá fora apresenta um brilho; e é você quem vai descobrir
Se é prata ou ouro; pai, você não errou, você tava certo
Mas eu não tinha você por perto; pra me mostrar o caminho, pai
E quando eu chorei sozinho; escutei seu grito; engole o choro que é mais bonito
Menino que chora pro céu não vai; pai, eu quero ouvir essa voz cansada
Que um dia me falou de uma estrada; que a gente vai e não sabe se vem
Voz protetora que me disse tão forte; existe azar, mas existe sorte
Existe o mal, mas existe o bem; pai, eu lutei com a vida
Eu briguei com o mundo; atrás do sucesso eu desci no fundo
Onde só quem busca um sonho vai; pai, eu não desisti, porque eu queria
Na sua frente estar um dia; só pra dizer obrigado, pai!
Pai, seus passos mais lentos; sua voz tremendo
Parece que, estão me dizendo:
Meu filho, eu quero descansar; pai você fez sua parte, um lindo papel
Tire o seu sapato e guarde o chapéu; que agora eu quero lhe cuidar
Pai, a pele queimada, a mão calejada; é a historia que já ficou marcada
Que é seu amor que de mim não sai; pai, você é o herói do filme de um filho
Que agora sabe que é ouro o brilho; o brilho desses seus olhos, pai
Pai, um filho não cresce, é sempre menino; quem cresce é o sonho com seu destino
Esse é o motivo que um filho sai; mas quando ele volta, como eu voltei
E encontra o velho, como eu te encontrei,
É só pra dizer eu te amo, pai”.
Com essa belíssima música, deixo aqui a minha homenagem a todos os pais que verdadeiramente exercem a sua função de pai, de amigo, de conselheiro e de um pedaço de Deus junto aos seus filhos. Feliz e abençoado Dia dos Pais.

Comentários